Como você faz a análise de desempenho no seu e-commerce? Ter produtos de qualidade com um bom preço nem sempre garantem o sucesso de um negócio no setor. É importante também se posicionar no mercado e estar sempre em evolução.

Para ajudar nessa jornada, preparamos um post especial sobre o assunto: saiba por que essa análise é importante, alguns passos fundamentais para realizá-la da forma certa e ainda os principais indicadores para acompanhar. Vamos começar?

Entenda a importância de fazer uma análise de desempenho do seu e-commerce

O setor de e-commerce está cada vez maior e mais competitivo. Por um lado, isso mostra o potencial da área para expansão de negócios, com uma demanda cada vez mais significativa no varejo. Mas, por outro, exige cada vez mais empenho de gerentes e empreendedores para que suas marcas se destaquem.

Isso significa, principalmente, acompanhar indicadores de performance e usar a análise desses dados para incrementar a sua gestão e seus resultados. O sucesso de uma loja virtual, no meio de tanta competição, está ligada diretamente à capacidade de tornar informação fonte de novas estratégias.

Ao acompanhar os indicadores certos, é possível fazer ajustes e novos planejamentos que aumentem a taxa de conversão da loja, seu faturamento e até o potencial de fidelização de clientes.

Essa deve se tornar uma rotina no seu trabalho: coletar, interpretar, comparar. Unindo uma boa fonte de dados a uma gestão focada em eficiência e melhorias contínuas, seu e-commerce se posiciona imediatamente a frente da maioria da concorrência.

Veja 5 passos para realizar a análise de desempenho da loja virtual

Para tornar essa possibilidade em uma realidade, é preciso ter atenção a alguns passos na gestão de análise que são fundamentais em qualquer e-commerce:

1. Estabeleça seus objetivos

Definir prioridades é importante para focar melhor a sua análise de desempenho. Você quer aumentar a taxa de conversão? Número de visitas? Ticket médio?

Cada indicador aponta o caminho para estratégias específicas. Entender quais áreas precisam ser melhoradas primeiro ajuda a concentrar os esforços da equipe.

2. Automatize e integre a coleta de dados

Fazer a coleta e o monitoramento desses dados em uma planilha do Excel é cada vez menos prático para acompanhar a velocidade do mercado.

A utilização de sistemas automatizados, como os ERPs, ajuda a extrair, segmentar e comparar esses dados, tirando o peso da parte menos estratégica dos seus ombros. Contar com ajuda terceirizada nessa implementação também é uma excelente ideia.

3. Defina ciclos de análise de desempenho

A rotina é bem importante para a relevância dos dados. Quando você acompanha informações de três dias, em seguida de uma semana, depois de um mês, fica difícil cruzá-las e entender como se relacionam.

Por isso, defina um calendário para a elaboração de relatórios, que informe sobre os indicadores em cenários de curto prazo (diários) até o longo prazo (anuais).

4. Transforme dados em estratégias

Você se assustaria com a quantidade de gerentes e donos de e-commerce que conseguem estruturar essa análise de desempenho mas não sabem o que fazer com os dados que têm em mãos.

Estude mais sobre esses indicadores, busque dados do mercado e de outras empresas para entender como esses valores se transformaram em estratégia. A análise de desempenho não é um objetivo, ela é o início de um novo planejamento.

5. Deixe que a análise guie seus investimentos

Uma extensão do último tópico, podemos falar sobre como, além do planejamento, os indicadores de performance guiam o dinheiro do e-commerce.

Além de apontar as áreas que mais precisam ser trabalhadas para incrementar a experiência do cliente, os próprios dados de evolução do negócio apontam o retorno sobre o investimento, garantido por novo projeto ou campanha.

Ou seja, essa análise é um ciclo: você entende o que melhorar, investe e implementa soluções, coleta dados sobre os resultados e usa essas informações como base para a próxima estratégia.

Conheça os principais indicadores e métricas para o e-commerce

Agora que você entende melhor como fazer essa análise, podemos terminar nossa conversa listando os indicadores mais relevantes no setor de e-commerce. Assim, é só definir os que se encaixam melhor nos seus objetivos e colocar a sua análise de desempenho em prática. Confira:

Número de visitantes

Essa é a métrica mais básica de uma loja virtual. Com ela, você acompanha o número de usuários únicos que acessa o seu site em determinados períodos, quanto tempo eles ficam dentro da loja e quais páginas geram mais engajamento.

Número de conversões

Outra métrica corriqueira, o número de conversões indica quantas pessoas entraram no site e completaram todo o processo de compra até a conclusão do pedido.

Taxa de conversão

A taxa de conversão é a razão entre os dois indicadores acima. Ela aponta a porcentagem de pessoas entre todos os visitantes que finalizam a compra e define basicamente a eficiência do seu e-commerce em convencer pessoas a escolherem os seus produtos.

Origem de tráfego

A importância desse indicador é monitorar e identificar quais são os melhores canais para atrair seu público. Eles vem mais por buscas no Google? Redes sociais? Materiais ricos? Saber responder a essas dúvidas ajuda a melhorar pontos fracos na atração e investir mais ainda nos pontos fortes.

Custo de aquisição de cliente

O CAC indica o quanto você precisa gastar para atrair um cliente novo. Ele está ligado geralmente a novos investimentos de marketing: você inicia a campanha, observa o aumento de conversões e divide o valor total investido pelo número adicional de compras.

Ticket Médio

Outra métrica muito relevante, o ticket médio aponta quanto em média um cliente gasta em cada compra dentro do site. Com esse dado em mãos, você pode criar estratégias para recomendar produtos ou guiar o visitante para outras opções que aumentem o valor do carrinho.

Taxa de abandono de carrinho

Falando nele, a taxa de abandono de carrinho é crucial para o sucesso de um e-commerce. É a porcentagem de clientes em potencial que se interessam pelo produto, concordam com o preço, mas que abandonam a compra antes de concluí-la.

Lifetime Value

O valor do cliente em seu tempo de vida (tempo em que ele continua retornando para comprar na sua loja) é um grande indicador. Monitorando esse valor, é possível criar estratégias para fidelizar mais e estender a relação entre público e e-commerce.

Conhecendo os principais indicadores no setor e sabendo como utilizá-los para uma boa análise de desempenho, é muito fácil garantir o sucesso e o crescimento constante do seu negócio. Você só precisa de atenção, disciplina e apoio tecnológico para facilitar esse controle.

Que tal então começar entrando em contato conosco? A Profit-e oferece soluções incríveis para e-commerce, além de ajuda especializada para transformar esses indicadores em estratégias certeiras de negócio!

Profit-e
Escrito por Profit-e