Todos sabem que o mercado está cada vez mais competitivo e conseguir atrair e vender seu produto/serviço para os consumidores se tornou uma tarefa bem difícil. Eles estão mais exigentes, têm acesso às informações e contam uma variedade enorme de empresas e produtos.

Desta forma o seu time comercial acaba necessitando de mais ferramentas e processos. Em um e-commerce, por exemplo, há um caminho longo com diversas etapas para conseguir finalizar este trajeto da compra (ciclo de vendas).

Ciclo de vendas

Este processo, geralmente, conta com 7 etapas:

Prospecção

Esta primeira etapa é o momento de encontrar possíveis clientes, mas calma não é procurando no Facebook. Essas pessoas estão dentro do grupo de indivíduos que conhecem a sua marca.

Para orientar esta busca utiliza-se a persona como referência, desta forma você tem um parâmetro sobre os hábitos e interesses do seu consumidor.

Contato inicial

Uma vez identificados essas pessoas é preciso conhecê-las mais a fundo e para isso converse com elas. Neste primeiro contato é preciso entender o contexto do cliente: se ele tem um e-commerce, os problemas a serem solucionados, faturamento entre outras informações.

Para tornar esta conversa mais agradável, utilize os canais que ele preferir: email, skype, whatsapp, telefone entre outros.

Qualificação

Nesta terceira etapa você já conhece melhor os seus clientes e agora é preciso filtrar aqueles que tem mais chances de fechar um contrato com o seu e-commerce.

Aqueles que não foram selecionados não quer dizer que não valem a pena, mas só que não estão prontos, por isso serão nutridos com um fluxo de conteúdos com o intuito de amadurecê-lo e mais para frente entrar em contato novamente

Apresentação

Nesta etapa a equipe comercial entrará novamente em contato com o cliente para apresentar aos leads os seus serviços como soluções e a proposta.

Depois desta conversa o cliente precisa de um tempo para avaliar tudo o que foi ofertado e muitas vezes ele pode querer marcar outras reuniões para esclarecer todas as dúvidas que surgir e até mesmo tentar negociar.

Fechamento

Depois que tudo foi conversado e concluído, está na hora de assinar o contrato e começar a tirar do papel o projeto do seu cliente.

Pós – venda

Engana-se ao achar que uma vez com o contrato assinado, acabou o processo. Agora que é a parte mais importante, mantê-lo. Neste momento pós – venda e com o projeto já em andamento ou até mesmo depois de terminado é preciso oferecer todo o suporte para qualquer problema que vier.

Nesta etapa você precisa mostrar para ele que está disposto a ajudá-lo e conseguir retê-lo como cliente, pois quanto mais fidelizado, maior as chances dele voltar para fechar outro negócio.

Como reduzir este processo?

Imagina fazer este processo toda vez? Não seria nada prático e rápido. Para isso é existem formas de reduzir e por consequência diminuir os custos. Uma dessas maneiras é através da criação de conteúdo.

Trabalhar com conteúdo, não é simplesmente produzir um monte de material e publicar para os seus leitores lerem. É fundamental seguir a estrutura do funil que separa seus leads em topo, meio e fundo de funil. Para cada etapa há temas específicos que ajudam o indivíduo a avançar entre essas etapas.

Nestes materiais você precisa esclarecer todas as dúvidas e mostrar para eles que a sua empresa possui todas as informações e ferramentas necessárias para solucionar os obstáculos dele.

Canais para investir em conteúdo

Agora que você já sabe o processo de vendas e como reduzir esse processo, você precisa saber onde investir para produzir materiais e para isso, listamos 4 canais.

Blog

Talvez o mais comum de todos, porém muito eficaz. O blog da sua empresa é a porta de entrada para novos leads, é nele onde os seus leitores (e futuros clientes) conhecerão seu potencial e as suas ferramentas.

Neste canal você pode trabalhar com diversos formatos de conteúdos: vídeos, e-books, infográficos, textos e podcast. Com materiais de qualidade, você consegue retê-los e dar mais motivos para continuar explorando seu blog e para manter contato sempre tenha um campo para assinar a newsletter.

Email

Muitos acham que o email é uma ferramenta ultrapassada que não traz resultados. Nada disso, trabalhar com estratégias de email marketing pode trazer um grande retorno.

Existem plataformas especializadas, como o RD Station, que enviam correios eletrônicos de forma mais completa. Neles você consegue segmentar as pessoas que receberão, criar newsletter, criar fluxos de nutrição e muito mais.

Materiais ricos

Este não é exatamente um canal, mas é um conteúdo que costuma atrair muitos leads. Materiais ricos possuem um detalhamento maior com muito mais informações do que um artigo da internet pode conter.

Geralmente eles levam mais tempo para serem produzidos e podem ser em diversos formatos, por exemplo, e-books, infográficos, webinars entre outros.

Páginas da sua empresa

Pode não parecer mas ter um site próprio do seu negócio é uma forma de conteúdo. Apresentar os seus produtos, apresentação institucional, pagina de contato e perguntas frequentes são exemplos de páginas que podem fazer diferença na comunicação com os seus clientes.

Para tornar os seus canais integrados, deixe linkado seu blog no seu site e vice-versa. Desta forma você cria um conteúdo mais concreto para os seus leitores.

Profit-e
Escrito por Profit-e